Palavra de Gremista nº 11

PALAVRA DE GREMISTA # XI

Os moderadores do Blog GRÊMIO ACIMA DE TUDO apresentam na décima primeira edição do PALAVRA DE GREMISTA a manifestação de nosso Colaborador e comentarista de nossos posts, o gremista EDUARDO BERNARDON.

Considerado por alguns como sendo uma pessoa polêmica, de opiniões fortes na defesa de suas idéias, BERNARDON nos responde algumas questões que já apresentamos aos nossos convidados anteriores.

Para a leitura de todos, a PALAVRA DE GREMISTA de Eduardo Bernardon. 

 bernardon1

– Gremista desde quando?

Desde o meu nascimento, lá em meados da década de 60.

 – Qual a sua opinião sobre a profissionalização de cargos e funções no Grêmio? Ainda existem espaços para os gremistas “abnegados”?

Com toda e absoluta certeza, determinadas atividades do Clube devem se profissionalizadas, como por exemplo, o marketing, buscando um resultado digno da grandeza do GRÊMIO. Apesar disso, o trabalho voluntário e abnegado deve ser valorizado sempre.  Ou será que existe algum impedimento de termos um “remunerado” e um “abnegado” trabalhando em uma mesma área em prol do Clube. Qual administração que prescindiu do trabalho abnegado no Grêmio? Nenhuma. O que não se pode é ficar refém do trabalho de um ou outro “remunerado”.


– Hoje o Grêmio, politicamente, está dividido em grupos/movimentos. Qual a sua opinião sobre a existência desses grupos/movimentos?

A existência de movimentos é salutar. Quem acompanha a política do Grêmio sabe que os grupos sempre existiram, mas com outra formatação. Esse caráter formal de movimentos é a novidade. Eu muito me orgulho de em 2000, juntamente com Alexandre Contessa e Milton Bonem Filho, termos criado o Grêmio Novo. Naqueles primeiros anos, o movimento manteve a sua essência inicial de buscar a transparência e a participação dos associados e, principalmente, por ser um movimento totalmente contrário ao personalismo no grupo. Infelizmente, esse Grêmio Novo de hoje não é nem sombra do que os seus criadores queriam. Hoje, está transformado em uma seita, onde todos os que ousam pensar diferente são tratados como inimigos e infiéis. Qualquer proposta ou projeto, por mais meritória que ela seja, não tendo como origem os seus seguidores está fadada a ser desconsiderada imediatamente. É triste, mas é a realidade que se transformou aquele movimento. Eu lamento pelos poucos amigos que por tenho por lá.

Hoje, com muito orgulho, faço parte do Movimento GRÊMIO ACIMA DE TUDO, que tem como patrono simplesmente o maior presidente do Clube, Dr. Hélio Dourado.

 
– Muito se tem falado sobre a falta de transparência do projeto Arena desde a sua concepção até a sua aprovação junto ao Conselho Deliberativo. Qual a sua opinião sobre isso?

Antes de qualquer coisa, é importante que eu diga que não sou contrário ao conceito de arena multiuso. Muito antes pelo contrário. Só entendo que o GRÊMIO não precisa de um estádio novo, pois estádio novo não ganha títulos e nem forma jogadores. O que eu sou frontalmente contrário desde o início é essa formatação que foi dada ao projeto da arena da OAS. Creio que importante, mais uma vez destacar que o ESTÁDIO SOMENTE SERÁ DO GRÊMIO APÓS 20 ANOS DE USO. Em que condições ele será entregue? Nem imagino. Mas que não será um estádio novo, não será. Durante quase todo o ano de 2008, dúvidas e mais dúvidas sobre o “negócio” arena surgiram e nenhuma resposta foi apresentada. Chegamos ao ponto de determinadas cláusulas que no ponto de vista de muitas pessoas importantes na vida do Clube e advogados extremamente qualificados eram prejudiciais ao Clube e aos interesses dos associados terem sido divulgadas em blogs como o GRÊMIO SEMPRE IMORTAL, tentando mostrar a todos o risco que representava – e representa – tal contrato que foi assinado. E devo destacar o papel importante que o GRÊMIO SEMPRE IMORTAL representa nesse processo todo. É um blog que tem defendido o direito do associado saber quais os seus direitos no futuro estádio da OAS entre outros. Eu destaco os artigos e comentários sempre bem construídos do Raul Iserhard, que sempre contempla as nossas dúvidas e anseios. Da mesma forma, a constituição da Associação dos Gremistas Patrimoniais, presidida por Carlos Renato Martini, é algo que devemos destacar.

Hoje o associado não sabe quais ressalvas foram apresentadas pelo Conselho e nem se as mesmas foram alvo de mudança na minuta do contrato firmado. E o pior é que muitas dúvidas ainda permanecem. E o associado gremista, aquele que vai ao estádio sem necessidade de receber cachê para torcer, merece ter todas as suas dúvidas dirimidas.

Mas se tivéssemos pessoas que não fossem arrogantes e prepotentes tratando do tema desde o seu início, quem sabe hoje o resultado não seria outro…Quem sabe até mesmo o projeto de remodelação do Olímpico pudesse ter sido apresentado no Conselho…


– Foi em nosso Blog GRÊMIO SEMPRE IMORTAL que se iniciou a campanha pela votação via web. Qual a sua opinião sobre a repercussão que o tema tomou?

Creio que é necessário agradecer ao Blog por ter feito a publicação do texto onde eu defendia a alteração na formatação do processo eleitoral na sessão DE COLABORADOR.

Não fosse a repercussão que aquele post teve, muitos tricolores nem estariam sabendo da existência da idéia. Mas o mais importante e que deve ser destacado é que, após uma reunião de avaliação por parte do GRÊMIO ACIMA DE TUDO, entendemos como sendo algo perfeitamente viável de ser implantado no Grêmio e que fará com que todos os associados, não somente os residentes na Grande Porto Alegre possam votar nas nossas eleições. O Pres. do nosso Movimento, Cons. Gabriel Fadel já o protocolou no Conselho Deliberativo e agora é aguardarmos para que TODOS OS SÓCIOS POSSAM VOTAR, INDEPENDENTE DO LOCAL (CIDADE, ESTADO, PAÍS) EM QUE ESTEJAM, SEM DEPENDER DE CONVÊNIOS COM O TRE PARA USO DE URNAS ELETRÔNICAS EM ALGUMAS CIDADES DO ESTADO.

Mas lamentável foi percebermos que o nosso projeto está sendo tratado como algo menor por parte de determinado grupo que antes se auto-intitulava representantes dos 50.000 sócios. Mas hoje este projeto já é realidade.


– Qual o jogo do Grêmio que mais lhe marcou?

A final do Brasileiro de 1981 por dois motivos. Naquela tarde (03 de maio) eu completei 15 anos e foi o dia em que conquistamos o primeiro título nacional, que nos abriu caminho para, dois anos após, conquistarmos o mundo, foi o meu maior e melhor presente de aniversário. Pra mim, aquele gol do Baltazar foi o mais bonito que já vi de um jogador vestindo o Manto Sagrado Tricolor.


– Qual o melhor time do Grêmio que já viu jogar?

Sem dúvida nenhuma, a equipe dirigida pelo Felipão. Com ele, até o Banguzinho destruía em campo.


– Qual seria o time do Grêmio de todos os tempos?

Esta pergunta é a mais difícil de ser respondida. Mas considerando os jogadores que assisti jogando, vamos lá:

Danrlei; Arce, Adilson, De Leon e Roger; Dinho, Sandro Goiano, Paulo Isidoro e Mário Sérgio; Renato e Jardel.


– Defina o Grêmio em uma palavra.

IMORTAL


– Alguma manifestação final?

Agradeço pela oportunidade e gostaria de convidar todos os gremistas e em especial os associados para que busquem conhecer mais os grupos políticos tricolores e que venham trazer sugestões, críticas para a vida do nosso Imortal Tricolor. E puxando a brasa pro meu assado, venham conhecer o GRÊMIO ACIMA DE TUDO que é um movimento aberto, transparente que busca, para o desgosto de alguns menos votados, a modernização para o GRÊMIO. Entrem em contato e venham viver o Grêmio mais de perto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: